DES-ESPELHO (2004) Jan01

Tags

Related Posts

Share This

DES-ESPELHO (2004)

Instalação Multimídia Interativa – 1998

7a. COMPÓS – Centro Universitário Maria Antonia
Primeiro Seminário Avançado de Comunicação e Semiótica Instituto Cultural Itaú.

desespelho1

Des-Espelho é um sistema de vídeo-vigilância montado com sete câmeras e igual número de monitores de TV com o qual criam-se simulações especulares. No espelho a captaç
ão e a visualização estão encerradas num processo denominado reflexão. No vídeo, ao contrário, esses dois momentos podem ser separados.

A captura e visualização da informação (luz/imagem) se dão num processo muito mais elaborado e, por esse motivo, mais rico de possibilidades a serem exploradas. Todavia, em alguns aspectos, o vídeo é bastante semelhante a um espelho.

Em Des-Espelho, o sistema é construído de maneira a que se produzam “espelhos bizarros” que reflitam outras faces de nós mesmos para a nossa própria contemplação. Des-Espelho propõe um jogo de imagens no qual o indivíduo se reconheça a partir de outros pontos de vista que não o seu próprio, mas de um outro externo e estranho sobre si mesmo.

Trata-se de um jogo de percepção no qual o resultado final é a ampliação da própria auto-imagem. Des-Espelho pretende refletir sobre o papel mediador da tecnologia nos processos de produção dos novos significados latentes em sistemas onde o agente transformador e criador/identificador de complexidade é o próprio visitante.

Participantes: Fernando Fogliano, Julia Blumenschein, Milton Sogabe, Renato Hildebrand e Rosangella Leote.

Colaboradores: Bruno Bastos, Iran Bento de Godói, Luiz Galhardo,